terça-feira, janeiro 06, 2009

Resolvir Compartilhar com Vocês... LEIAM



1. Água para a sua fome A água pode ser uma grande amiga quando você quer despistar a vontade de comer. Às vezes, a falta de hidratação é entendida pelo nosso cérebro como fome e, aí, beber um copo de água pode hidratar o seu organismo e desaparecer com o desejo por comida. Outra vantagem é que a água enche o estômago, dá uma sensação de saciedade e diminui a vontade de comer. Se, mesmo sabendo disso, você acha a água uma bebida muito insossa, experimente aromatizá-la. “Use hortelã ou alecrim fresco que são ervas nada calóricas e muito refrescantes”, diz Cinthya Maggi, nutricionista de São Paulo, especialista em gastronomia light e diet. Basta colocar um ramo limpo da erva escolhida em um litro de água e deixar na geladeira até o dia seguinte. Depois é coar e beber.


2. legumes? por que não? Os alimentos crus também dão uma bela forcinha quando a idéia é segurar a fome. Aliás, alimentos sólidos satisfazem mais do que os líquidos. Sempre que puder, abuse das verduras e dos legumes crus. Mas os legumes não precisam ser ingeridos apenas nas refeições principais. Eles podem ser seu lanchinho durante o dia. Resultado: você fica satisfeita por mais tempo e demora mais para comer. Minicenoura, tomate-cereja e pepino até podem ser levados para o trabalho. E são pouco calóricos. Uma cenoura média (50 g) tem 25 calorias e um pepino pequeno em rodelas ou em palitos apenas 8 calorias. Se estiver em casa, use palmito e blanquet de peru para o lanche. “Um bastão de palmito em conserva enrolado em duas fatias finas de blanquet de peru tem 50 calorias”, conta a nutricionista Cinthya Maggi.


3. não se reprima Deu vontade de comer algo especial e um pouquinho mais calórico? Coma. Segundo o endocrinologista Alfredo Halphern não é uma boa idéia passar vontade. Se exagerar, compense no dia seguinte. É melhor comer um alimento de desejo com moderação do que ficar cheia de desejos e insatisfação, o que pode desanimar qualquer um a continuar na dieta. Mas nunca fique muito tempo sem comer ou em jejum. Se você fizer isso, abrirá uma brecha para a hipoglicemia (queda de açúcar no sangue) e a compulsão a comida ficará incontrolável.


4. sentidos à mesa Aprenda a comer com todos os sentidos. Parece loucura? Mas não é. Ao pegar uma fruta, por exemplo, sinta seu aroma e sua textura antes de morder. Ao mordê-la, mastigue devagar sentindo seu sabor. Ouça o barulho que o alimento faz na sua boca. “Ao estimular os sentidos, você valoriza o alimento que está ingerindo e a degustação fica cheia de prazer”, diz Alfredo Halphern, endocrinologista de São Paulo e autor do livro A Dieta dos Pontos. Seguindo essa regra, nada de comer enquanto está no carro, ao telefone ou vendo televisão. Ao fazer uma refeição junto com outra atividade, você nem percebe o que está comendo e o risco de exagerar – sem nenhum prazer – é maior.


5. frutas secas na bolsa Outra estratégia infalível para tapear a fome é ter sempre à mão, na bolsa ou na gaveta do escritório, um saquinho com frutas secas como ameixa (10 unidades têm 200 calorias), damasco (10 unidades têm 260 calorias) e uva passa (uma colher de sopa cheia tem 60 calorias). “Além de muito gostosas, essas frutas são energéticas e cheias de fibras, o que aumenta a saciedade e ajuda você a chegar bem até a próxima refeição. Só não exagere, pois são calóricas. Se a fome é pequena, basta uma porção com três unidades”, diz Luciana Setaro, nutricionista de São Paulo.


6. precisa de um docinho? Se a sua fome vem com um desejo quase incontrolável de açúcar, opte por alimentos adocicados que não comprometam o corpinho. Bata no liquidificador um iogurte desnatado (200 gramas) com duas ameixas sem caroço ou com dois damascos secos, que – acredite! – só têm 100 calorias. Ou ainda: um iogurte desnatado misturado a duas colheres de suco em pó diet do seu sabor preferido. Misture bem e consuma apenas 75 calorias. Mais fácil ainda é comer dois biscoitos do tipo água e sal com duas colheres (chá) de geléia dietética (75 calorias), acompanhadas de seu chá preferido. “São opções rápidas, saudáveis e capazes de controlar o desejo por doce”, explica Cinthya Maggi.


7. vá de chazinho calmante “Sempre que sentir fome entre as refeições, tome chá frio de melissa ou de camomila, calmantes naturais”, sugere a culinarista Elizabete Presa. A fome pode estar ligada à ansiedade e esses chás ajudam a controlá-la.


8. biscoitos, sim, mas integrais Enjoada das barras de cereais, cada vez mais doces, com mais flocos de arroz e com menos frutas? Pois aposte na enorme variedade dos deliciosos biscoitos integrais. Se você ama doce, há dezenas de lançamentos com sabores diferentes. As versões salgadas podem ser picadas e acrescentadas à salada verde. “Se você sabe que terá um evento à noite, abuse da salada verde durante o dia, mas misture a ela algum biscoito integral picado para substituir outros tipos de carboidratos”, diz Elizabete Presa, técnica em nutrição e culinarista, de São Paulo. Para não correr o risco de comer o pacote todo, compre potinhos plásticos e leve na bolsa porções de quatro a seis biscoitos, para não ultrapassar as 100 calorias.


9. corra para o telefone “Na dúvida se está ou não com fome, desvie o foco da comida”, diz Luciana Setaro. Beba água, leia uma revista, navegue na internet ou apenas converse com uma amiga. Olha só que bom: você fica por dentro das notícias e coloca o papo em dia. Assim, a vontade de comer vai passar sem que você ataque aquele pacote de biscoito de chocolate recheado que está na cozinha.


10. respiração poderosa Sabia que é possível diminuir a sensação de fome com um exercício bem simples de respiração? Feche a boca, deixando os lábios entreabertos, e encoste a ponta da língua na parte interna dos dentes. Em seguida, inspire pela lateral da boca e expire pelas narinas. Repita esse exercício por três minutos, algumas vezes ao dia. “Como a respiração está ligada às emoções, com esse exercício você relaxa e sente uma sensação de refrescância na boca”, explica Anderson Allegro, diretor da Aliança do Yoga. Você se equilibra e sente um profundo bem-estar. “Assim, pode perceber se está com fome ou se é ansiedade e gula”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador de Visita